De 22 de março a 1º de abril, Policlínica Itinerante atenderá no Marajó

A estrutura de saúde do governo do Estado levará serviços para moradores de Soure, Salvaterra, Cachoeira do Arari e Santa Cruz do Arari
20/03/2021 15h43
Por Michelle Daniel (NGTM)

A partir da próxima segunda-feira (22) até 1º de abril, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), leva a Policlínica Itinerante para municípios do Arquipélago do Marajó, como Soure, Salvaterra, Cachoeira do Arari e Santa Cruz do Arari. Serão dois dias em cada um desses municípios, com capacidade para atender, durante toda a ação, até 2 mil pacientes com sintomas leves e moderados de Covid-19, além de síndromes gripais. Os atendimentos, sem necessidade de encaminhamento, serão oferecidos das 8 às 17 h, e contarão com o apoio das prefeituras. A ação contará equipes formadas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e pessoal administrativo.

De acordo com Liliam Gomes, diretora executiva da Poli Metropolitana, o principal objetivo é levar cuidados médicos e assistenciais, e também medicamentos para quem está na fase inicial da doença. “Vamos atender pacientes com sintomas leves e moderados da Covid e com síndromes gripais, pois como os sintomas são muito parecidos o paciente fica na dúvida se está com Covid ou, por exemplo, um resfriado ou uma gripe. Por isso, estaremos à disposição nessas cidades para atender os pacientes com esses sintomas, como dor de cabeça, febre, falta de olfato, falta de paladar, e que tenham dúvidas e que queiram passar pelo médico”, informa Liliam Gomes.

Durante a ação, acrescenta a gestora, o Estado oferecerá consultas médicas, exames laboratoriais, raio X e teste rápido para Covid-19. Em alguns municípios também haverá exame de tomografia, além da medicação prescrita pelos médicos. "Os testes rápidos serão aplicados mediante critério clínico. Temos um protocolo que diz que esses exames devem ser aplicados em pacientes do 3º ao 7º dia com sintomas. Vai depender muito do exame clínico que o médico fizer para saber se cabe ou não a aplicação do teste rápido, que é somente mediante prescrição médica. A mesma coisa com os exames. Se constatada a doença, o paciente já sai das nossas ações com a medicação para fazer uso em casa”, explica Liliam Gomes. Caso haja necessidade de internação, os pacientes serão encaminhados às unidades hospitalares de referência.

Rapidez e eficiência - A estrutura exclusiva da Poli Itinerante chegou ao Arquipélago do Marajó no ano passado, proporcionando acesso à saúde de forma mais rápida à população, se transformando em uma importante estratégia do Governo do Pará no enfrentamento à pandemia na região. “As ações itinerantes são importantes porque vão à população. A população não precisa se mobilizar para vir para a capital ou cidade de maior parte para receber os cuidados. É o médico indo até o município desse paciente. E também é uma intervenção na fase inicial da doença, quando o doente pode fazer uso do medicamento e ficar em isolamento domiciliar. A gente reduz os níveis de internação hospitalar e o agravamento da doença”, afirma a diretora da Policlínica.

Em todos os municípios, o governo contará com o apoio das prefeituras, da mesma forma como ocorreu no ano passado, garantindo o êxito das ações. “A gente conseguiu reduzir muitos casos de internação e passar por aqueles momentos de crise, tal qual acreditamos que vai acontecer agora”, diz Liliam Gomes.

Serviço: Policlínica Itinerante no Marajó. Atendimentos para casos leves e moderados de Covid-19.

Soure – dias 22 e 23/03 – das 8 às 17 h - Escola Dom Alonso, 5ª Rua, entre as travessas 13 e 14, Centro.

Salvaterra – dias 25 e 26/03 – das 8 às 17 h - Escola Prof. Ademar Nunes de Vasconcelos, Avenida Victor Engelhard, esquina com a 2ª Rua, s/n, Centro.

Cachoeira do Arari – dias 28 e 29/03 – das 8 às 17 h - Escola Municipal Adaltino Paraense, Avenida Cel. Bento Miranda, nº 276, bairro Petrópolis.

Santa Cruz do Arari – dias 31/03 e 01/04 – das 8 às 17 h. Local ainda não definido.

Fonte: Agência Pará www.agenciapara.com.br/noticia/25952/